Islanders vence na Ilha

Não foi na Ilha do Governador, mas foi ali ao lado, na Ilha do Fundão. Em período olímpico, Islanders e Reptiles estiveram próximos do centro de treinamento de modalidades olímpicas, como o hockey sobre grama e Rugby de 7. Ver aquele campo de rugby ali ao lado, que inveja branca… Quem sabe um dia seremos modalidade olímpica? Vamos torcer!

O jogo foi bastante disputado! O adversário ousou logo no inicio de jogo em um onside kick recuperado, mas a defesa insulana conseguiu segurar o ataque adversário e forçar o punt. O ataque iniciou sua primeira campanha na jarda 15 de defesa, desta vez com o Quarterback Vavo iniciando o jogo, conseguiu usar o tempo percorrendo o campo inteiro e marcando o seu primeiro touchdown com o running back Jundiaí. Extra point não convertido. A defesa segurou novamente o ataque adversário e o ataque recebeu a bola novamente em um touchback já no segundo quarto, evoluiu bem até o meio do campo e em uma escolha errada de alvo, o WR Gringo foi interceptado em uma jogada de passe do WR. O adversário se aproveitou do erro e chegou a redzone insulana, a defesa funcionou bem e bloqueou a tentativa de Field Goal com o cornerback Macaskill. O ataque desta vez não conseguiu chegar em situação de Field Goal e devolveu a bola em um punt já nos 2 minutos finais. A defesa segurou o ataque adversário e o punt foi retornado até a linha de 40 de defesa, e ataque iniciou a campanha com 55 segundos para acabar o quarto. Após algumas investidas aéreas, outras terrestres, o ataque ficou encurralado em uma terceira descida longa, foi a vez de surgir o wide receiver Fontes recebendo a bola para primeira descida e saindo de campo para parar o relógio. 25 segundos, sem time out, linha de 30 de ataque, Vavo tenta 2 passe que foram defletados pela defesa, 3a descida 12 segundos para acabar o primeiro tempo, Gringo recebe a bola atrás do safety adversário dentro da endzone. Touchdown! Extra Point não convertido e fim do primeiro tempo. Islanders 12×0 Reptiles.

No segundo tempo, o adversário veio com tudo. Após um excelente drive, a defesa não conseguiu parar o quarterback Ayrton que marcou o touchdown correndo. Extra Point convertido. O ataque insulano entrou disposto a conservar o tempo e  o fez muito bem, marcando novamente somente no inicio do último quarto com o wide receiver Claudio. Tentativa de 2 pontos frustrada. O ataque adversário investiu nos passes no Tight End 88 para avançar rapidamente pelo campo, o próprio acabou entrando na endzone e marcando o Touchdown. Um fake Field Goal tentado não funcionou.

Com 18×13 no placar, o ataque precisava pontuar para aumentar a diferença de uma posse de bola ou manter a posse de bola até o final do jogo. As investidas de ataque avançaram e Vavo encontrou o wide receiver Lerrique dentro da endzone, Touchdown Islanders, tentativa de 2 pontos convertida. 26×13.

O adversário ainda avançou, chegou perto da redzone, mas a defesa provocou um turnover em descidas, restando ao ataque ajoelhar para finalizar o tempo. Placar final Islanders 26×13 Reptiles.

Foto: Ailla Strodza

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *